quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Liberdade é muito mais

O QUE EU DESEJO AINDA NÃO TEM NOME.
Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido.
Eu NÃO quero uma verdade inventada.
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...
O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós.

"É difícil perder-se.
É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me seja de novo a mentira de que vivo."
(Clarice Lispector)

Um comentário:

.Mahtty; disse...

._.
você é profuunda cara ;~
*-*

;@@