terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Um novo começo ( e que começo!)

Ah essas estradas, como eu as amo, e como as odeio também.
As amo por me distrairem, por me levarem rumo ao sol...
As odeio por me deixarem tão distânte de quem sempre está comigo.

Essa manhã pude ver o sol nascer, essa manhã tinha o céu com varios tons, varias cores que aumentavam minha vontade de estar ao seu lado.
O céu tinhas azul, tinha o vermelho e até mesmo o roxo, o céu tinha toda a minha atenção, todos os meus pensamentos e todos os meus desejos.
Mas você, você tem meu coração, você tem mais do que apenas minha atenção, você está sempre em meus sonhos, mesmo os sonhos que são sonhados acordados!


( O ano começou com você tomando conta de meus pensamentos....Obrigada! )

<3

Um comentário:

Diego disse...

O que esperar de melhor para um ano que começa com o acompanhamento maravilhado de um crepúsculo da alvorada...
O que mais posso desejar para ti, além de tudo aquilo que já desejei... apenas a promessa de manter todos esses desejos...
Eles representam apenas uma pequena parcela que, somada a todos os outros de tantas pessoas iluminadas pela sua presença em suas vidas, tornam-se poderosos, nos fazendo não crer em nada mais do que suas realizações.

Já disse isso antes, mas a repetição torna fixa a idéia: Para qualquer coisa que precisar, sabe onde me encontrar.
Pois perto do quanto você representa para mim, o esforço necessário para mover uma montanha seria como levantar o feno de campos onde pudéssemos nos deleitar plenamente com a observação das constelações.

beijos!