sábado, 18 de dezembro de 2010

Talvez ... depois de todo esse tempo eu consiga explicar a imensidade do silêncio e todo o significado por tras dele.

As pequenas coisas agora estão flutuando por ai, talvez em alguma dimensão tão distânte que já nem sei mais se era realidade ou pura ilusão.

Eu preciso só de um intervalo de uma palavra, ou uma lágrima pra recuperar tudo que estava em minha mente.








Não é desta vez... o silêncio ainda esta perdido...

Um comentário:

Sayuri Okamoto disse...

um dia encontrará tudo que estava em você, ou talvez terá coisas novas para se preocupar...mas o importante é não deixar que esse silêncio a silencie...

Adorei seus versos...

beijosss

não deixe de conferir meus espaços aqui

http://flordecereja.wordpress.com/

http://caminhosopostos-vida.blogspot.com/

http://cute-japao.blogspot.com/