segunda-feira, 1 de junho de 2009

Eu queria saber a razão de ser tão intenso


Gostaria de tentar decifrar os seus olhos


E todas as coisas que você me disse eu gostaria de saber o quão verdadeiras elas são


Gostaria de saber o quão verdadeiros são os meus sentimentos também.


E todos os lugares que passamos, talvez eles poderiam dizer o que realmente parece ser.

E talvez, um dia, quando tudo se resolver, descubrirei o que está escrito entre as linhas que ainda não foram escritas.

(As pessoas não morrem de amor, morrem de tristeza, de saudade, mas não de amor.)

Nenhum comentário: